domingo, 14 de março de 2010

patinagem

Meu marido e eu fomos até ao quintal conversar e aproveitar o sol.
De repente, sentimos o trinco da porta a fechar. O meu filhote trancou-nos no exterior.
- Filho, abre a porta.
-Não!
- Então porque nos trancaste cá fora? Temos de entrar!
- Não. Vocês não me querem deixar brincar no meu desassossego.
Com um pouco de conversa, lá nos abriu a porta.
Então qual era a sua brincadeira? Correr pela casa toda, com o chão molhado e de pantufas.
Diz que não cai e quer que a gente deixe.

2 comentários:

SP1 disse...

lol
este little s. sinceramente... quando ele crescer vai mandar em vocês... escreve o que eu digo!!! ainda vos passa a perna, o cabrãozinho!

CS disse...

Esse Derrepente não devia estar assim, pois não ;)
Ele vá manda, SP1, ele já manda!